quarta-feira, 26 de agosto de 2009

no monte










quando subo a esta rocha
vejo a pequenez das palavras
ou dos deuses.
então respiro fundo
e encosto-me ao silêncio
da tua pele.





5 comentários:

Graça disse...

Já tinha saudades de te ler. E também eu, quantas vezes, ao subir o meu "monte", sinto "a pequenez das palavras".

Beijo, Ângela [ainda de férias, no meio das rochas :))]

Anónimo disse...

silêncio.


manto suave a rondar a pele. beijo.

(p.s.________força!)

maria josé quintela disse...

só o silêncio é verdadeiramente grande!





beijo ângela.

gabriela rocha martins disse...

sabe bem ,de quando em vez ,tornarmo.nos pequeninos em outros (a)braços




.
um beijo ,miúda!

innername disse...

magnifico. A pequenez do que somos mostra-nos a grandeza a que pertencemos. Foto ******

visitantes da babel