terça-feira, 5 de outubro de 2010

diálogos diversos 1


(Casal de quarentões, sexta-feira à noite, ao balcão sebento de napa,  num bar periférico de uma cidade.)

Ele - Tem Facebook?
Ela - Não.
Ele - H5?
Ela - Não.
Ele - Msn?
Ela - Também não.
Ele - Estranho...
Ela - Estranho é você fazer-me esse questionário todo sem me conhecer de lado nenhum.
Ele - Justamente, o que eu queria era conhecê-la.
Ela- Antigamente perguntava-se as horas, pedia-se lume....
Ele - Não me diga que é saudosista!
Ela - Não. Apenas constato.
Ele - Então diga-me tem I Pod?
Ela- Não.
Ele - Telemóvel?
Ela - Infelizmente sim.
Ele - Quer dizer que preferia não ter.
Ela - Exactamente.
Ele - E também tem computador?
Ela - Também infelizmente. Mas só no trabalho.
Ele - Não tem em casa?
Ela - Claro que não.
Ele - Você não parece deste mundo!
Ela - Pode beliscar-me e verá que sou. Apenas não correspondo à sua visão "deste mundo". Gosto de coisas diferentes.
Ele - E fibra óptica?
Ela - Não tenho net, portanto não preciso. Certo?
Ele - E televisão?
Ela - Só uma coisita pequenina a preto e branco.
Ele- Não consigo imaginar a sua vida.
Ela - Ainda bem. Porque eu imagino a sua e acho uma sensaboria. Nem percebo o que está aqui a fazer...
Ele- Pois... houve uma avaria na minha zona e decidi vir beber um copo, para que o tempo não custe tanto a passar. E você... ah... com o se chama?
Ela - (Sorrindo) Vim comprar tabaco e aproveitei para matar a sede, também. Conceição.
Ele- Pedro. Prazer.
Ela - Coitado...
Ele - Como?... (Entre espantado e furioso)
Ela - Desculpe o meu humor... estava a pensar no D. Pedro, que diria ele... Bem, mas fiquei exausta com a conversa. Vou-me embora. Que o seu coração fique em paz. (Sorrindo maliciosa)
Ele - Fiquei com uma curiosidade.
Ela - Diga.
Ele - Disse que gostava de coisas diferentes. Posso saber o que faz nos tempos livres?
Ela - Tenho a minha colecção de bonecas e mudo-lhes a roupa todos os dias. Estou com pressa, que ainda me faltam 1383. Adeus. (Saindo airosa.)
Ele- Adeus. (Bebendo de um trago o whisky velho)

8 comentários:

Ana Oliveira disse...

Maravilha!

E agora? o final absolutamente inesperado deixa-me a pensar...apesar de tudo...não me apetece nada acabar a brincar com bonecas!!!

Um beijo Ângela

ângela f. marques disse...

Muito obrigada, Ana!
Eu andava destreinada dos diálogos e foi importante a sua reacção. Os meus finais tendem a ser sempre inesperados, porque de outra forma pareceria que eu ia dar uma lição de moral. Ora isso é coisa que não tenho autoridade, nem quero fazer.

Um beijo

maria josé quintela disse...

:))))))))

mesmo ao teu jeito Ângela!

gostei muito. deves continuar neste tom.:)


beijo.

ângela f. marques disse...

ohhh:((((( e não posso usar mais nenhum?!
... não sei se consigo. :)

maria manuel disse...

gostei :)

ângela f. marques disse...

obrigada, Maria Manuel.

beijo

maria josé quintela disse...

claro que podes. e deves Ângela. a tua versatilidade é um espanto!



beijo.

José Marinho disse...

De um bom gosto a toda a prova. Que bom ter dado com este espaço! Vai uma visita até mim? Tudo de bom.

visitantes da babel