domingo, 5 de abril de 2009

chez moi...

6 comentários:

Paulo - Intemporal disse...

querida ângela

grat.íssimo por trazeres a imagem de Léo Ferré à tua babel.

conheci esta música no "nosso" piano que amei de imediato.

e agora fica completa a supresa, desta beleza ímpar.

que celebramos aqui.

um beijo meu.

um bom Domingo.

maria josé quintela disse...

e Sim. ni dieu ni maitre. sempre.



léo ferré. sempre.



bom dia Ângela.

isabel mendes ferreira disse...

O melhor dele. mais irreverente e iconoclasta. demolidor. terno. descrente e crentíssimo. na liberdade em voo permanente.

ângela marques disse...

Isabel,

tenho de pedir-te desculpa por este "plágio" inconsciente:)
é que foi o que servia exactamente para exprimir o que eu queria, sem ser eu a fazê-lo, por estar ainda a meio gás...

esta irreverência, este velho terno, este suor, esta liberdade...

beijo

Isabel disse...

:)))))))))))))))))))plágio eu "sesse"





boa noite A.

gabriela rocha martins disse...

sim
.
o
ícone

sempre
presente


.
um beijo

visitantes da babel