quinta-feira, 4 de junho de 2009

la vie va vers la mort, vaut mieux en profiter

E fui presenteada, pela Isabel Mendes Ferreira, aqui.

Para ela, uma flor de obrigada!

11 comentários:

O Profeta disse...

Mil caminhos
Esta viagem sem velas nem vento
Este barco na bolina das ondas
Esta chuva miúda transborda sentimento

Amarras prendem o gesto
Arrocham um coração que bate incerto
Uma gaivota retoca as penas com espuma
Levanta voo em rumo concreto

Partilha comigo “100 Anos de Ilusão”


Mágico beijo

isabel mendes ferreira disse...

e a vida acontece ao lado da morte.

como sempre.



na abóbada das palavras doces e amargas.



bom dia A.

gabriela rocha martins disse...

há um silêncio crepuscular que ,ultima mente ,te acompanha

acaso

tem o mesmo algo a ver com o verbo

"profiter"?



deixo.te



.
um beijo
( com alguma nostalgia vestida pela ausência )

isabel mendes ferreira disse...

:)

o presente fui eu que recebi.

levo a flor.




obrigada.!

Graça disse...

Vim de lá... e adorei.

Bom fim de semana, Ângela

Paulo - Intemporal disse...

p
a
r
a

ambas

[:]

o meu beijo terno de amizade.

que sejam sempre de luz as teclas do piano.

e o saber sentir aqui, dizendo...

isabel mendes ferreira disse...

oh Ângela.....vai chegar o sol!




disse-me uma nuvem que por aqui passou!



verdade!!!!!!


beijo.

José Carlos Brandão disse...

Mas somos infinitos na finitude.

Abraço amigo
aqui de longe.

isabel mendes ferreira disse...

:)


prefiro esquecer.


o não esquecível.


:)

prefiro a Arte de sobreviver.



obrigada!!!!!!!!!!!!!!!!!!

PiresF disse...

Só pode ser um presente pelo mérito do que escreves.

Mas olha, fiquei um pouco chateado, fiquei sim… bem que podia ter sido eu a ter aquela ideia e não tu que tens tantas, enfim…

Beijo e uma excelente semana de feriados.

AnaMar (pseudónimo) disse...

A vida (s)em morte na alma...
Também prefiro...

visitantes da babel