terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

não posso esquecer

José Augusto Seabra, 3 de Fevereiro de 1937 - 27 de Maio de 2004
Homenagem na Biblioteca Almeida Garrett, 31 -01-2005

Rua do Porto

... e parece que ficaram tranquilas as consciências da "petite crème" da cidade.

Eu envergonho-me que a Faculdade de Letras do Porto, onde foi professor, não tenha um espaço, um gesto, NADA, que lembre a presença indelével do Professor José Augusto Seabra, entre 1975 e 1982.



2 comentários:

Susn disse...

Homenagem sentida.

Espero que seja OUVIDA.

Beijos

ângela marques disse...

Quisera eu espalhá-la por toda a parte... se para tal tivesse engenho e arte.

visitantes da babel