domingo, 22 de fevereiro de 2009

tarde vazia

recomeçar
lentamente o passeio
agora pesado
com uma solidão outra,
a do final do caminho,
prenhe de
flores ou urtigas.

fazer o inverso percurso
do rio até à fonte,
buscando afinal
no grito do parto
o aconchego
da posição letal.

e a tarde recupera
enfim
o fôlego das aves.

16 comentários:

José Carlos Brandão disse...

Sou pescador de palavras
busco na água a imagem
com o fôlego das aves.

Um grande abraço.

Paulo - Intemporal disse...

"e a tarde recupera enfim o fôlego das aves".

Belo. Muito belo.

As tuas palavras são sempre presença inata, ao pousar da pena.

E deixo-TE um beijo amigo.

Muito. Muito.

Sempre
Paulo

Isabel disse...

com o fôlego de uma manhã ensolarada...

vim pescar o dia. aqui.


:))))


______________andam vozes no ar...
mas subterrâneas....altas mas baixas.....

enfim
que seja um dia BOM!

bom dia A.



.piano.

Tchi disse...

Horas de recomeço.

maria josé quintela disse...

segui-te neste teu fôlego. e gostei de recomeçar assim.


(desviei-me das urtigas)


bom fim de tarde Ângela. de uma tarde cheia.

hora tardia disse...

podes....roubar.sim.


as vozes baixas......andam disfarçadas.....algures.....


nas ondas do mar...:))))

_____________.

Bandida disse...

quase senti o cheiro do mar.

gabriela rocha martins disse...

um grito
ou o absoluto êxtase


.
um beijo

SAULO PRADO disse...

Estou só batendo o ponto!!!
Vim conhecer o seu cantinho; e estou adorando, serei presença constante aqui.
Parabéns...

Ana Paula disse...

Lindíssimo!

Digno de tornar infinitamente repleta de poesia, uma tarde vazia...

Bj :)

ParadoXos disse...

o inVERSO em palavras desenhadas com sentimento!

beijinhos


Edu

alice disse...

também eu hei-de recuperar o fôlego da leitura :) beijinho, ângela. "prenhe de flores".

Pedro S. Martins disse...

Invente-se um pensamento a remos para navegar nessas águas.

LM,paris disse...

Retour, avant l'enfance, " la vie secréte", le jadis...
on était où avant ângela?
sublime poema a cada passo o enrolar das àguas.
Baisers d'un Paris encore gris, toujours froid. Dis, quand reviendras-tu...soleil?
LM

isabel mendes ferreira disse...

(não tenho gmail)

:((((


mas tenho um bom dia!!!!



:)

isabel mendes ferreira disse...

(não tenho gmail)

:((((


mas tenho um bom dia!!!!



:)

visitantes da babel